Posts com a seguinte tag: ‘ amor e ódio

Crocs, um caso de amor e ÓDIO…

Sempre achei Crocs um calçado (ok… não é calçado, na verdade nem sei o que é, mas pra facilitar o entendimento, fica calçado mesmo) de extremo mal gosto e nunca entendi muito bem como isso virou moda no mundo todo.

Esse é um "Crocs", bonito né?

Crocs é mais um daqueles produtos que começam a ser fabricados com um objetivo pré-definido, mas que devido a N fatores esses objetivos fogem ao controle e quando menos se espera, o produto cai nas graças (ou em desgraça) da população mundial. Excelente para o criador, ótimo para o investidor, mas péssimo para os “bons costumes”.

O negócio não é bonito, #Fato, então por que diabos vende que nem água? Assim, como as Havaianas “que não soltam as tiras”, a tal da Crocs também tem algumas “verdades” a seu favor… segundo a fabricante o custo de manutenção é baixo (oi?!?), seu solado é criado de forma a proporcionar uma melhor circulção de sangue nos pés, ergonomicamente certificada (segundo eles, uma palavra grande para “Ahhh!”) e o melhor de todos em minha opinião, resistência a odores, ou seja, NÃO DÁ CHULÉ!

Quando pergunto a amigos que usam, o único argumento que faz sentido é: “São confortáveis!”. Pode ser, mas são feias e não vale o esforço… Olhando de fora do quadrado compartilho da mesma opinião que a Ana Freitas do Olhômetro, quando ela diz que “elas fazem você parecer alguém que tá de brincadeira”… ;)

No primeiro parágrafo comentei que não entendia muito bem como isso virou moda, mas o fato é que ao saber que gente do calibre de Al Pacino, Jack Nicholson, Heidi Klum, Mario Lemieux – o Hockey nunca mais será o mesmo depois disso -, Ana Maria Braga e até o Jô usam, dá pra entender um pouco como isso virou moda, principalmente após a Exame informar a porcentagem de influenciáveis consumidores que as celebridades atingem. Claro que o depto. de Marketing fez a sua parte também.

 

Só que tem algo que o marketing não fala a não ser que você questione após descobrir. E hoje ao retuitar um link do @errosdemkt, onde se falavam dos problemas com esse tipo de calçado em uma matéria do O Globo, vi que além de feias as Crocs eram também perigosas, principalmente para as crianças. Me espantei mais ainda ao verificar a data da matéria (04/2008), ou seja tais problemas não são de agora e o mais engraçado é que visitando os sites da marca pelo mundo, aparentemente percebi que houve um redesign no produto apenas em outros países, no Brasil o modelo clássico (causador dos fatos) continua com o mesmo.

Depois do retuíte, alguns amigos também postaram comentários, entre eles o Rogério Sato (@rsato) que mandou esse vídeo de 2009 com uma matéria sobre o assunto…

 

Procurei por outros vídeos e achei muitos, mas o que achei mais intrigante é esse em que uma mulher observa alguns técnicos consertando uma escada rolante e pede para eles lhe mostrarem o que aconteceu com o pobre sapato e ao ter seu pedido atendido, lança um “Weauuuuu!”…

 

Muitas pessoas no mundo adoram, usam e recomendam Crocs, afinal se não fosse assim ela não seria um fenômeno de vendas, mas está longe de ser uma unanimidade. Sites como o I hate crocs fazem tanto sucesso como a própria marca em si. Há até uma loja de camisetas, bottons e acessórios com a estampa “I Hate Crocs”.

Steve Tuttle da Newsweek escreveu o artigo Make. It. Stop. onde ele praticamente implora para a américa parar de usar Crocs…isso foi antes do verão de 2008. Infelizmente ele não conseguiu…

Devido a todas essas circunstâncias, eu apenas torço para que a Crocs não invada os escritórios pelo mundo, como sugere esse excelente vídeo-paródia.

E tudo isso porque os criadores só queriam um sapato antiderrapante pra ser usado em barcos… ;)

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.